versículos do dia: somente JESUS purifica, limpa, aperfeiçoa, e justifica o homem perante Deus para lhe dar SALVAÇÃO!

 

 images (12)

Technorati Marcas:

“O Senhor te abençoe e te guarde;Números 6:24

Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo”.João 6:51

 

DEUS É DEUS! O homem a criatura em quem colocou sua imagem e semelhança, deu-lhe o folego de Vida Plena e eterna, concedeu-lhe o ‘direito de escolhas’ por desejo de que este fosse ‘livre’, e de todos os cuidados lhe cercou, protegendo-o do mal em um jardim regado e cuidado por Ele mesmo, onde nada o homem teria que sacrificar por isto, pois era ‘puro’, e assim Deus o queria, isto porque para Deus o homem tem muita ‘importância’, é sua criatura preferida sendo que lhe concedeu até o domínio sobre todas as demais, mas atentemos que não concede-lhe o direito de dominarem uns sobre os outros, pois Deus tem o domínio da Vida Plena do homem tendo lhe dado o sopro de Vida, no qual foi aberto no homem ‘um espaço’ dedicado tão somente à Ele, o Criador, ou seja, soprou-lhe a Vida com um espirito no corpo já formado, e assim tendo este ‘lado espiritual’  nasce-lhe junto aos ‘preciosos sentimentos que vieram neste ‘folego’’ dos quais o principal é o Amor, que é a Essência de sua própria criação, mas lhe vem a necessidade de ‘adoração’ justamente pelo ‘espaço pertencente ao Criador’ que nele houve, e este espaço nada mais e ninguém o pode preencher, nem mesmo o próprio homem que o tem, somente Deus o Criador que o preenche. Deus criou o homem na Sua Presença e para permanecer em Sua presença, o homem pecou( desobediência à Deus) e fora afastado de Deus, longe da Presença de Deus ‘o espaço de seu lado espiritual’ foi se esvaziando, e assim continua um ser vivente, mas sua vida já não é mais plena, fica-lhe ‘um vazio’ naquele espaço destinado à Deus, e ainda longe da Presença de Deus, justamente por ter em pecado vir a conhecer o mal, o que sabemos procede de satanás, e estando longe do ‘jardim de Deus’ onde era  protegido em Sua Presença contra o mal, fica suscetível a toda a influência do maligno, que mesmo não o podendo ‘dominar’  vem lhe enganar com ofertas deleitosas, para que cada vez mais cometa pecados e fique cada vez mais longe de Deus, e vai lhe ‘cegando espiritualmente’, ou seja a Luz que havia ali ‘naquele espaço espiritual’ que era o ‘conhecimento e sabedoria do Criador’  vai sendo coberta pelas trevas que procede do maligno, mas Deus não desiste do homem, faz uma promessa de novamente lhe tornar ‘um povo santo de volta à Sua Santa Presença’, mas devido a tamanha contaminação pelo pecado, lhe é necessário mandar ‘uma lei’ a ser cumprida pelo homem, além de ter um viver diferenciado, não se contaminado mais com o pecado, ainda com oferta de sacrifícios para purificação; o homem não cumpre a lei se voltando aos ‘deleites’ ofertados já pelo mundo contaminado pelo maligno, no qual já houvera até sido ‘criado deuses’ para suprir aquela ‘necessidade de adoração’, mais nada os podia preencher, pois ‘aquele espaço tão somente ao Deus Criador pertence’, o qual do homem não desiste  e sempre vem lhe ‘falar através de profetas’  lhes lembrando a ‘lei’ as ‘ promessas e sentenças nela contida’ , ou seja todas as bênçãos da Presença de Deus com eles, e a ‘maldição’ por causa da desobediência (pecados),  no entanto o homem ‘utilizava da benção de direito a escolha para liberdade com Vida Plena junto à Presença de Deus’  para escolher ‘os prazeres tão somente carnais oferecidos pelo mundo; e, depois de muitas e muitas gerações já estava o homem totalmente ‘cego com relação a existir por Deus e para Deus’ , e nada mais que Deus fazia sem medidas de esforços, com sinais, prodígios e maravilhas sobrenaturais aos olhares humanos, vinha a ser ‘enxergado espiritualmente pelo homem.

Ainda entre os que seguiam ‘parcialmente’ as leis de Deus, além dos sacrifícios delas já constantes, e devido a tanta contaminação, estabeleceram um ‘voto’ de se consagrarem à Deus , o ‘voto de nazireu’, alguém que pessoalmente, individualmente, viessem a ter o desejo de se ‘separar’ das coisas do mundo para dedicar-se à Deus,  e diante da ‘lei’ em que viviam ‘este voto’ também era regido por ‘normas obrigatórias-lei’, e isto muitos faziam em busca de benção da Graça de Deus;  e,  mesmo Deus diante destes ‘votos’ e na ‘lei’ , já designava desde o nascimento alguém para ser separado à Ele para algum propósito (ex,Sansão, Samuel…),  este ‘voto’ era baseado em ‘cerimoniais’ , como podemos confirmar no capítulo sugerido com o primeiro versículo de hoje, deste temos que atentar que, com exceção dos que o próprio Deus queria ‘separar’ por algum propósito especial, os demais que faziam o voto era de livre e espontânea vontade, não lhe sendo imposto por Deus, mas se o faziam tinham que obrigatoriamente o cumpri-lo de acordo com a ‘lei’ : “Diga o seguinte aos israelitas: Se um homem ou uma mulher fizer um voto especial, um voto de separação para o Senhor como nazireu,-Números 6:2– e a seguir vem ‘as normas daquela lei’, mas atentemos também ao final deste capítulo : “Diga a Arão e aos seus filhos: Assim vocês abençoarão os israelitas: “O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e te conceda graça; o Senhor volte para ti o seu rosto e te dê paz. “Assim eles invocarão o meu nome sobre os israelitas, e eu os abençoarei“. Números 6:23-27, vejamos,  Deus fala sobre ‘a escolha daquele voto que deveria ser cumprido de acordo com a lei’ o que lhe era até agradavel um cumprimento de voto assim, mas  logo em seguida vem esta determinação aos sacerdotes, observemos aqui que mesmo que estes sacerdotes na ‘lei’ ofereciam sacrifícios e holocaustos, para purificação de suas próprias vidas e pelo povo todo, a benção que dariam sobre o povo não era voltada de acordo com os ‘sacrifícios oferecidos’ mas sim Deus a faria, isto já voltado para a Graça de Deus, pois a ‘lei’ foi imposta justamente por causa do ‘pecado’ do homem.

Mas devido a tantas ‘infidelidades’ por parte de seu povo, Deus já não se agradava mais com sacríficos e ofertas em holocaustos, e. assim  Deus em sua misericórdia e imensurável Amor que tinha para com o homem, vem com o desejo que tinha em Seu coração de ter o homem na Sua Presença e sob seus cuidados e proteção continuamente como no inicio da criação, e para isto  não mede esforço realmente algum, pois Seu Próprio Filho Amado, Unigênito, envia ao mundo, para definitivamente Ele mesmo ‘oferece-lo’ em um Sacrificio Perfeito para toda a humanidade, e Jesus assim o cumpri-o com todo o propósito do Pai, vindo com a Luz de Deus, para vencer as trevas malignas que já lhes havia ‘cegado espiritualmente, para poderem agora pela GRAÇA DE DEUS enxergarem o CAMINHO, de volta à Deus, conhecerem a VERDADE de Deus, para que lhes fosse ‘resgatada’ a VIDA Plena e eterna, e tudo em total fidelidade ao Pai, Jesus como homem o cumpriu, pregou o Evangelho das Boas Novas da Salvação com a Verdade de Deus que agora já aperfeiçoado com o necessário para ‘preenchimento novamente daquele vazio que lhes ficara pelo distanciamento de Deus’ , assim ‘tirando o jugo da lei anterior’ pois já não cumprida e assim sem efeitos para estarem na presença de Deus, pois Ele mesmo como homem cumpriu ‘toda’ a lei pelo homem, e nesta Verdade Jesus pregou, ensinou, viveu e nela morreu, Jesus Filho de Deus, saído da própria Glória de Deus, se fez homem como corpo e igualdades  a qualquer outro nascido de mulher, no entanto tinha ‘a grande diferença’ para ser o Sacrificio perfeito, pois ao nascer já veio com o Espirito de Deus, assim não contaminado pelo nascimento, totalmente puro, não se deixou contaminar com nenhum outro homem em vida, com nenhum outro ‘costume’ ou ‘tradições’ pecaminosas perante Deus, com nenhuma tentativa de engano de satanás, a tudo venceu como homem e mantia-se com uma Vida Plena, ou seja igual ao homem, mas não com ‘o vazio’ pela distancia deste de Deus, pois em nenhum momento deixou que seu lado carnal prevalecesse sobre ‘o espiritual’ , e não tendo Jesus ‘feito voto algum com Deus’, mas sim vivia inteiramente para cumprir com a vontade de Deus ,  Ele sim que poderíamos dizer ser ‘o voto de Deus por nós’, qual seja A GRAÇA DE DEUS PARA NÃO SÓ NOS ABENÇOAR, O SACRIFIO PERFEITO, PARA PURIFICAÇÃO DE NOSSAS VIDAS,  MAS SIM PARA SALVAR, RESGATAR DEFINITIVAMENTE  NOSSA VIDA PARA SER PLENA E ETERNA,  e afirma : ‘ Eu sou o pão da vida. Os seus antepassados comeram o maná no deserto, mas morreram. Todavia, aqui está o pão que desce do céu, para que não morra quem dele comer. Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo”. João 6:48-51” , o ‘verdadeiro alimento espiritual’ , o que vem a preencher completamente ‘o vazio’ que ficara no homem, o que devolve a plenitude de vida ao homem mesmo ainda neste viver terreno, neste corpo, e tão somente PELA GRAÇA DE DEUS , sem necessidade de mais nenhum voto ou sacrifico por parte do homem, tão somente ‘dEle se alimentar’ e , se assim o fizermos Ele nos dá além das benção terrenas de Deus sobre nós, pois já estaremos novamente vivendo ‘livres em Sua Santa Presença’ mas sim para que esta Vida seja eternamente assim junto à Glória de Deus, pois no mesmo discurso já houvera dito: “Pois desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas para fazer a vontade daquele que me enviou. E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum dos que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. Porque a vontade de meu Pai é que todo o que olhar para o Filho e nele crer tenha a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia”. João 6:38-40” atentemos aqui que seu discurso era para ‘todos’, havia ali uma ‘multidão ha ouvi-lo’, era época da comemoração da Pascoa pelos judeus, e de costume vinham povos de diversos lugares para as ‘festividades’, e Ele estava ali anunciando esta tão maravilhosa Boas Novas de Salvação para ‘todos’ quantos olhar para o Filho, ou seja enxerga-lo realmente como o Filho de Deus, e assim o crer, crendo nEle, e logo se ‘crendo reciproco é a obediência a que vinha ensinando ser necessária agora para a vida plena do homem’, ou seja o Evangelho genuíno que pregava,  aqui está o que Jesus ensinou, e Ele já entregou Sua Vida em Sacrificio por nós, para nossa purificação, e veio para este propósito justamente porque o homem naturalmente por si não o podia fazer de forma alguma, e Ele como homem o fez por nós, O SACRIFICIO PERFEITO E DEFINITVO, ETERNO.

Vamos considerar um fato aqui, esta passagem do ‘ministério de Jesus como homem’ relatado no Evangelho segundo João(movido Pelo Espirito Santo de Deus), em seu capítulo 6, se dá nos dias próximos a comemoração da Pascoa pelos judeus, lembremos que o ‘sacrificio efetuado pelo povo ao para ser ‘liberto do cativeiro no  Egito’ , aquando fora instituía A Pascoa, era imolar um cordeiro, cujo sangue seria passado nas laterais e nas vigas superiores das portas das casas, em sinal de que eram de Deus e assim não sofreriam o dano da ‘praga definitiva sobre o Egito’ para a libertação daquele povo, e lembremos ainda que neste dia tiveram que sair apressadamente, fugindo do exercito do Egito, que ficaram furiosos com ‘a praga’, e esta Pascoa comemorada depois sempre  em ‘memorial’ deste dia de libertação. E,  Jesus veio para ser ‘o Cordeiro Perfeito’, também já fora sacrificado para agora sim ser ‘nossa libertação do cativeiro das trevas malignas’, foi consumado o sacrificio na cruz, mas na cruz não permaneceu Jesus, nem mesmo em seu tumulo fora achado mais, pois Deus o Ressuscitou, tendo Jesus vencido a própria morte por nós, está sim ‘a  total libertação, Salvação de nossas Vidas!!, comemoração ainda mais em júbilos de adoração pela libertação devemos hoje efetuar! no entanto que não sejam ‘comemorações com costumes mundanos’ pois assim não estarem comemorando nenhuma libertação, mas sim a perdendo para o ‘mundo’! Agora vejamos não há mais necessidade de ‘sairmos as presas’ do ‘mundo/cativeiro atual’, nem mesmo ‘fugirmos dele’  pois  ‘o exercito inimigo’ já fora vencido por Jesus, e mesmo que aqui na terra ainda esteja ‘a vagar’, Jesus já nos concedeu o mesmo poder de derrota-lo. Agora neste nosso ‘viver pleno e em liberdade’ perante Deus, pois através de Cristo Jesus temos livre acesso à Presença de Deus constantemente e  que nos   a nos completa inteiramente,  não há mais necessidade de sacrifico algum, aliás não devem ser feitos, pois assim estaríamos então anulando em nossas vidas o SACRIFICIO PERFEITO DE JESUS, e sem Este jamais conseguiremos nos ‘purificar’ para estar na Presença de Deus, nem mesmo há mais necessidade de se fazer votos em favor de alcançar benção, pois a Graça de Deus já foi derramada sobre nós, até mesmo Seu Santo Espirito nos  enviou para em nós mesmo habitar!. Mas se no entanto houver alguém que espontaneamente queira fazer algum ‘voto com Deus’  que seja tão somente por ‘desejo de gratidão de adoração’,  pois voto para ‘pagar promessa’ não existe nós não temos como ‘prometer’ nada para Deus a favor de nós mesmos, pois fora Deus quem sim cumpriu Sua Promessa em nossas Vidas, ou estaremos nós anulando esta tão Maravilhosa Graça de Deus?  Não ‘existe mais nenhuma lei de obrigatoriedade em se fazer votos’ , alias para ‘obrigar votos’ nunca houve lei, estes eram espontâneos mesmo na época da lei! mas não há mais ‘rituais’ nos cumprimentos de novos votos agora, estes devem ser tão somente de ‘adoração à Deus’ , e adorar é se submeter à Deus em tudo, e se ‘houver algum voto de abstinências temporárias somente para  adoração’ deve então ser primeiro com a submissão à Deus, e sobre tudo quanto for ‘prazeres carnais’, mesmo que sejam lícitos, se ‘afastando neste período’ sim de tudo quanto possa trazer ‘morte espiritual’ , lembremos que ‘a língua’ é um órgão ‘fatal’ neste sentido, então tem que ser contida. Mas que contenhamos nossa língua sempre!  Mas se houve ‘algum voto espontâneo com Deus’ que se cumpra o quanto antes, pois com Deus não ‘se brinca’ , mas não há obrigatoriedade em se fazer ‘votos’, não há culpas por não faze-los, nossas ‘culpas’ ‘pecados’ todos foram levados por Jesus na cruz”!  Não há ‘lei’, ‘voto’ que venha nos purificar ou salvar, nem mesmo ‘nos justificar’ perante Deus, pois Jesus agora VIVO E GLORIFICADO sim que UNICO QUE NOS PODE JUSTIFICAR PERANTE DEUS! Pois tudo quanto fizera foi por nós ‘pecadores’ , e só o recebemos mediante ‘arrependimento’ e ‘fé’ por mais nada.

 

Se um de vocês fizer um voto ao Senhor, ao seu Deus, não demore a cumpri-lo, pois o Senhor, o seu Deus, certamente lhe pedirá contas, e você será culpado de pecado se não o cumprir. Mas se você não fizer o voto, de nada será culpado. Faça tudo para cumprir o que os seus lábios prometeram, pois com a sua própria boca você fez, espontaneamente, o seu voto ao Senhor, ao seu Deus. Deuteronômio 23:21-23

Então, a lei opõe-se às promessas de Deus? De maneira nenhuma! Pois, se tivesse sido dada uma lei que pudesse conceder vida, certamente a justiça viria da lei.
Mas a Escritura encerrou tudo debaixo do pecado, a fim de que a promessa, que é pela fé em Jesus Cristo, fosse dada aos que crêem.
Antes que viesse esta fé, estávamos sob a custódia da lei, nela encerrados, até que a fé que haveria de vir fosse revelada.
Assim, a lei foi o nosso tutor até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé.
Agora, porém, tendo chegado a fé, já não estamos mais sob o controle do tutor.
Todos vocês são filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus,
pois os que em Cristo foram batizados, de Cristo se revestiram.
Não há judeu nem grego, escravo nem livre, homem nem mulher; pois todos são um em Cristo Jesus.
E, se vocês são de Cristo, são descendência de Abraão e herdeiros segundo a promessa.
Gálatas 3:21-29

 mas, visto que vive para sempre, Jesus tem um sacerdócio permanente.
Portanto ele é capaz de salvar definitivamente aqueles que, por meio dele, aproximam-se de Deus, pois vive sempre para interceder por eles.
É de um sumo sacerdote como este que precisávamos: santo, inculpável, puro, separado dos pecadores, exaltado acima dos céus.
Ao contrário dos outros sumos sacerdotes, ele não tem necessidade de oferecer sacrifícios dia após dia, primeiro por seus próprios pecados e, depois, pelos pecados do povo. E ele fez isso de uma vez por todas quando a si mesmo se ofereceu.
Pois a Lei constitui sumos sacerdotes a homens que têm fraquezas; mas o juramento, que veio depois da Lei, constitui o Filho, perfeito para sempre.
Hebreus 7:24-28

Temos a Graça de Deus! ainda mais Graça nos fora concedido com o envio do Espirito Santo para em nós mesmo habitar, para nos lembrarmos de ‘toda a Graça’ e nos a ajudar a permanecer nela! E nós estamos vivendo de acordo com a Graça de Deus? Lembremos que a Graça nos veio tornar plenos, ou seja nos ‘completar o vazio’ nos encher com o ‘lado espiritual’, e tudo quanto necessário para isto não está em lei nenhuma, mas sim no Evangelho Genuíno que Jesus pregou, ensinou, viveu, nele morreu e ressuscitou! E ainda fora acrescido ‘o conhecimento de vida que os discípulos’ que estiveram com Ele constantemente, vieram, além, de testemunhas nos Evangelhos escritos ainda nos livros posteriores até a revelação final que nos faz Jesus, de quando JESUS VOLTARÁ para levar consigo quem estiver vivendo nEle já neste viver terreno! Meditemos muito quanto a tudo isto….

De suma importância em nosso viver é criar o habito de ler diariamente as Escrituras Sagradas, a Bíblia, pois nela encontra-se a Palavra do Próprio Deus, sendo que todos os livros foram escritos sendo seus escritores guiados pelo Mesmo Espirito de Deus!

Fica o link dos capítulos de hoje, para maiores reflexões, pois muito tem a nos ensinar, revelar, principalmente esta passagem de João 6, já pudemos nela refletir dias atrás, sobre outras questões em nosso viver, se não o fez pode ver algumas anotações nos versículos diários do dia 26/03(http://wwwcompartilhar.blogspot.com.br/2012/03/versiculos-do-dia-deus-eterno-ja-ouviu.html) entre outros, e muitas outras reflexões ainda temos aqui a fazer, meditemos…

http://www.bibliaonline.com.br/nvi/jo/6

http://www.bibliaonline.com.br/nvi/nm/6

Sobre aisabelb

simplesmente a Isabel, nada mais, nada menos....
Esse post foi publicado em ...JESUS É O SENHOR..., Pascoa, sacrifício de louvor, sacrificio para purificação, VERSÍCULOS DIÁRIOS, Versículos Bíblicos, Versículos do dia, voto de nazireu. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s